Roteiro de 5 dias em Floripa: veja quais praias conhecer

Com cerca de meio milhão de habitantes, Florianópolis é uma das ilhas mais movimentadas do Brasil. Conhecida também como Ilha da Magia, pelo seu cenário fascinante, a cidade oferece muito entretenimento e várias opções de praias para você conhecer.

Está se planejando para passar 5 dias em Floripa? Então, continue lendo e confira quais são as praias e passeios que não podem faltar no seu roteiro de viagem!

A cidade

Florianópolis — ou Floripa para os mais chegados — é a capital e principal estrela de Santa Catarina. Ela é um dos principais pontos turísticos do Brasil e chama atenção também por sua energia festiva e baladeira. 

E não pense que é só um lugarzinho (ou rostinho) bonito, suas qualidades vão além. Floripa é considerada a capital brasileira com a melhor qualidade de vida e a terceira melhor cidade do país para se viver, de acordo com o ranking da ONU, divulgado em 2013. 

Só pelas fotos e por essas informações, já deu vontade de comprar sua passagem para Florianópolis, não é mesmo? Sem dúvidas, é um destino que vale muito a pena, por todas as paisagens paradisíacas e pela gastronomia de dar água na boca.

As estações do ano na cidade são bem definidas. Para curtir as praias, o melhor é ir no verão. Entre dezembro e março, a previsão do tempo para Florianópolis é acima de 30 °C. No restante do ano, o clima se mantém fresco com a temperatura máxima média de 22 °C e é uma época boa para conhecer a tradição da tainha.

Agora, #partiu conhecer as melhores praias de Floripa? Abaixo, disponibilizamos uma sugestão de roteiro de 5 dias, que você pode adaptar como preferir. 

Dia 1: Praia Mole, Joaquina  e Lagoa da Conceição

O ideal para o primeiro dia no destino sempre é se organizar, fazer o check-in, se acomodar na hospedagem e, depois, sair para conhecer o entorno. No entanto, se você chegar bem cedo, é possível aproveitar melhor o dia, pois há muito o que fazer em Florianópolis.

Você pode começar, por exemplo, pela Praia Mole, uma das mais bonitas do destino. Ela está localizada na Rodovia Jornalista Manoel de Menezes, no leste, e seu acesso é feito por um curto caminho em meio à vegetação nativa. 

Suas areias são muito fofas, os pés afundam a cada pisada e demandam força nas panturrilhas. A praia é bem extensa e há uma pedra gigante em uma das pontas, onde é ideal para tirar fotos e contemplar a vista.

Por lá, existem poucos quiosques. Portanto, o almoço pode ser na orla da Lagoa da Conceição, na Avenida das Rendeiras, onde há algumas opções de restaurantes e bares legais para curtir um happy hour mais tarde. 

Na Lagoa da Conceição, é possível nadar, passear de barco, caiaque ou praticar stand up paddle. Ela é um point de curtição durante a noite e de dia pode ser um bom espaço para fazer um piquenique com a família.

Bem próxima aos passeios citados anteriormente, está a belíssima Praia da Joaquina. Suas águas são bem agitadas e talvez você até se depare com algum campeonato de surf acontecendo por lá. Nela, também há enormes pedras, onde você pode subir para tirar fotos e admirar a paisagem.

Se engana quem pensa que só o Nordeste brasileiro tem dunas maravilhosas, as Dunas da Joaquina são apaixonantes e cedem uma vista panorâmica das praias. São extensas e perfeitas para praticar o surf de areia. 

Para chegar lá, é necessário ter preparo físico. Você enfrentará uma caminhada que dura em média 1h, nas areias fofas e dunas altas. Para mais segurança e conforto, recomendamos que use um tênis.

Dia 2: Campeche, Morro das Pedras e Lagoa do Peri

No segundo dia, que tal conhecer uma das praias mais famosas de Floripa? A praia do Campeche recebe muita gente durante o verão, provavelmente pela sua paisagem incrível. Programe-se para chegar cedo e aproveitar ao máximo.

Localizada no sul da cidade, a praia divide sua atenção com a Ilha do Campeche, que fica a apenas 1,5 km de lá. A ilha é aberta a visitações e seu acesso só é permitido pelas embarcações licenciadas pela prefeitura. Ela é paradisíaca, com piscinas naturais cristalinas e areias branquinhas. Vale a pena conferir!

A praia vizinha é a do Morro das Pedras. Como o nome já revela, nela há grandes pedras e paredões rochosos. Ela é muito frequentada por surfistas, por causa da agitação de suas ondas. 

O mar do Morro das Pedras é até perigoso para os banhistas, mas compensa visitar seu mirante, que oferece uma paisagem de encantar os olhos. Muita gente para o carro no acostamento apenas para apreciar a linda vista, o pôr do sol e a imensidão azul do mar. Além disso, entre agosto e outubro, é possível avistar até as baleias francas.

A apenas alguns minutos dali, você encontra o Parque Municipal da Lagoa do Peri. Para quem prefere nadar em água doce, a Lagoa do Peri é perfeita. Ela é a maior da costa catarinense e a única com a Bandeira Azul. É um passeio tranquilo e bom para levar crianças. Os únicos custos do local são com almoço e estacionamento.

Dia 3: Jurerê Internacional e Praia do Forte 

Palco de muitos eventos e cenário das fotos de celebridades, Jurerê Internacional é um clássico de Floripa. Pelos clubes em volta e pela fama, a praia vive cheia, mas o mar é um dos mais calmos e quentes da região. 

No bairro, não há apenas mansões e hotéis luxuosos, também tem um shopping aberto, onde é possível passear e saborear a gastronomia. Sem dúvidas, não pode ficar de fora do seu roteiro. 

A Praia do Forte fica a cerca de 2,5 km de Jurerê e diferentemente dela, é tranquila e reservada. Apesar da faixa de areia larga, a praia não é tão extensa. 

Seu acesso é pelo Forte São José da Ponta Grossa, que também pode ser visitado, mediante a uma pequena taxa. No entanto, entre março e novembro, a taxa é gratuita se você for no primeiro domingo do mês.

Dia 4: Centro histórico de Floripa e Beira-Mar Norte 

Depois de ter conhecido parte das praias de Florianópolis, você pode explorar mais a parte urbana da cidade. Visitar o centro histórico, por exemplo, é comum em qualquer viagem.

No Centro de Florianópolis há muito o que descobrir. Tire a tarde para conhecer o Palácio Cruz e Souza, a Catedral Metropolitana, a Praça XV, as feirinhas e Mercado Público. Neste último, você pode experimentar a culinária local e comprar peixes, produtos coloniais e orgânicos. O melhor é que tudo fica bem pertinho.

Outra opção para o quarto dia é passear pela principal avenida de Floripa, a Beira-mar Norte. Nela, os turistas e moradores caminham, correm, andam de bicicleta e muito mais. 

Nossa sugestão é alugar um patinete elétrico ou bicicleta e curtir o lindo pôr do sol em movimento. A região também é ótima para curtir um barzinho à noite.

Dia 5: o último em Floripa

No último dia, o cansaço já começa a bater, além da tristeza de deixar esse paraíso. Por isso, o melhor a fazer é se organizar para voltar. 

Se a sua volta for no fim do dia, faça uma refeição gostosa, curta os últimos momentos na piscina do hotel ou pousada (se tiver) e finalize suas malas. Depois de realizar o check-out, reserve uns minutos para de despedir dessa cidade linda.

Fique por dentro!

Agora que você já sabe como fazer dos seus 5 dias em Floripa os melhores, confira também tudo o que levar para a viagem. E, se você quiser conferir mais sobre esse e outros destinos brasileiros, nos siga nas redes sociais e acompanhe sempre o nosso blog! 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *