Viajar para Bonito

Viajar para Bonito – MS: Saiba todas as dicas para este paraíso

Viajar para Bonito é ter a certeza de fazer um passeio inesquecível. Como o próprio nome sugere, a cidade possui belezas naturais de impressionar até mesmo os viajantes mais exigentes.

A vegetação que une o Cerrado com a Mata Atlântica é abrigo para uma flora e fauna exuberantes. Sem falar nos rios, cachoeiras, grutas e cavernas espalhados pela região. “Por que não descobrimos esse paraíso antes?” Certamente, é a pergunta que fica, assim que conhecemos esse lugarejo surpreendente. 

Por volta do ano de 2000, as grutas, as cachoeiras e os rios de águas transparentes ganharam fama e infraestrutura turística. Aliás, que infraestrutura! A cidade é conhecida por ter um dos turismos mais organizados e seguros do país e ganhou até prêmio devido à questão de organização- o título de maior Turismo Responsável do Mundo! Veja mais detalhes abaixo.

Se você está pensando em viajar para a região, esteja seguro que está fazendo uma grande escolha.

Para te ajudar a ter uma experiência inesquecível, listamos tudo o que você precisa saber antes de conhecer o paraíso sul-mato-grossense. Acompanhe!

Principais atrações e passeios de Bonito 

Polo do ecoturismo mundial, Bonito é a principal cidade do complexo turístico do Parque Nacional da Serra da Bodoquena. O município está localizado na região sudoeste de Mato Grosso do Sul, próximo ao Paraguai, a 300 quilômetros de Campo Grande. 

Ao todo, são cerca de 40 atrativos divididos entre as categorias flutuação, contemplação e circuitos de cachoeiras e trilhas. Além disso, vale destacar que a cidade é conhecida pelo respeito à natureza. 

Não é por acaso que, em 2013, o município recebeu o título de melhor destino de turismo responsável do mundo — o World Responsible Tourism Award — durante a Feira World Travel Market, na Inglaterra. 

Aquisição dos pacotes com antecedência

Por questões ecológicas e ambientais, os passeios a cachoeiras, grutas, trilhas e nascentes têm um número limitado de visitantes por dia e devem ser feitos somente com a presença de guias. Portanto, quem deseja viajar para Bonito deve adquirir os pacotes com bastante antecedência

Os passeios de flutuações e o da Gruta do Lago Azul são os que  se esgotam primeiro. Por isso, seja organizado e procure uma agência de turismo antes de viajar. Em Bonito, os preços são tabelados e dificilmente há variações. 

A seguir, veja alguns dos muitos passeios imperdíveis de Bonito. Escolha os que mais se adequam ao seu perfil, adquira-os com antecedência, e tenha uma ótima viagem!

Passeios de flutuação 

Os passeios de flutuação garantem aos visitantes a sensação de estar em um aquário, tamanha a visibilidade proporcionada pelas águas cristalinas e rochas calcárias. Neles, a corrente suave dos rios é quem conduz os turistas a flutuar sob lindos peixes e vegetação surpreendente.

Basta colocar a máscara de snorkel para imergir em um verdadeiro mundo lindo até debaixo d’água! A seguir, listamos os principais passeios de flutuação da cidade. Veja!

Abismo Anhumas

Quem diria que um buraco no chão poderia possuir um mundo mágico e escondido, não é mesmo? Pois o Abismo Anhumas, onde é necessário descer em rapel 72 metros, proporciona aos turistas muita adrenalina e uma das melhores opções de aventura do destino!

Com magníficas formações, a caverna é iluminada pelas fendas entre as rochas — o que aumenta a magia do lugar! Lá embaixo, um lago gigantesco (do tamanho de um campo de futebol) de águas cristalinas encanta qualquer um. 

O mergulho no lago, ora verde-esmeralda, ora azul anil, revela que a natureza foi generosa até mesmo na profundidade. Já na parte seca, o destaque vai para os espeleotemas — formações rochosas de beleza ímpar.

Vale lembrar que a única forma de chegar ao Abismo Anhumas é por meio de rapel. A atividade exige treinamento obrigatório no dia anterior. Além disso, pessoas com problemas cardíacos, grávidas ou com problemas psíquicos ou nervosos não podem fazer a descida.

O Abismo só pode receber 16 visitantes por dia. Por isso, reserve com bastante antecedência o seu passeio. Confira mais alguns detalhes importantes: 

  • duração:integral
  • distância de Bonito: 23 km;
  • nível de dificuldade: difícil.

Lagoa Misteriosa 

Considerada a sétima caverna mais profunda do país, com mais de 220 metros, a Lagoa Misteriosa conta com água em tons  azul turquesa de impressionante visibilidade. 

O passeio começa em um mirante, de onde é possível observar a incrível vegetação em volta do lugar. Após tirar algumas fotos e contemplar a natureza, o turista é levado até uma escadaria de 170 degraus que dá acesso ao espelho d’água. 

É importante destacar que entre os meses de outubro e abril as atividades de flutuação e mergulho são suspensas, devido à proliferação de algas que comprometem a visibilidade e transparência da água. Veja as particularidades do passeio

  • duração: 1 hora e 40 minutos;
  • distância de Bonito: 50 km;
  • nível de dificuldade: moderado.

Rio da Prata 

Aqui, a aventura começa ainda fora d’água. Isso porque, para chegar ao início do rio, é necessário enfrentar uma caminhada de uma hora em meio à mata nativa. O turista terá a oportunidade de dividir o espaço com lindas flores, como bromélias e orquídeas, e até mesmo com alguns animais silvestres, como macacos e cotias.

Já a flutuação ocorre no Rio Olho D’água e termina no Rio da Prata, local onde o visitante tem a opção de continuar flutuando ou pegar um barco de apoio. A linda vegetação marítima, juntamente com os peixes coloridos, faz com que a primeira alternativa se torne a mais atrativa. 

  • duração: 4 horas;
  • distância de Bonito: 45 km;
  • nível de dificuldade: moderado.

Rio da Prata

Passeios de contemplação 

Se você pensa que Bonito é um destino só para quem tem espírito de aventura e adrenalina, está enganado! O lugar tem ótimas opções mais leves e ideais para quem procura por tranquilidade. Confira as que separamos para você!

Buraco das Araras

Buraco das Araras é uma enorme dolina (formação geológica oriunda do desmoronamento do teto de uma caverna), que araras vermelhas e outras aves costumam construir sua moradia. 

No passeio, o turista caminhará por uma trilha contemplativa com visão panorâmica para o interior da dolina. O trajeto passa por dois mirantes destinados à observação das aves e da linda vegetação ao redor. 

  • duração: 1 hora e 40 minutos;
  • distância de Bonito: 54 km;
  • nível de dificuldade: fácil.

Aquário de Bonito

Para os amantes da natureza, o Aquário de Bonito é um passeio que não pode ficar de fora da lista. Localizado no centro da cidade, nele o visitante terá a oportunidade única de ver de pertinho as mais de 70 espécies de peixes da região. 

Ao todo, são 32 tanques cheios de peixes de variados tipos, entre eles, espécies raras como albinos, arraiais, jaus, pintados, pacus, dourados e muitos outros. O aquário ainda conta com um espaço onde o turista tem a possibilidade de entrar no tanque para alimentar as arraias. 

  • duração: 30 minutos;
  • distância de Bonito: 0 km;
  • nível de dificuldade: fácil.

Projeto Jiboia 

No Projeto Jiboia, por sua vez, o visitante participará de uma palestra ministrada por Henrique Naufal, especialista em serpentes. O objetivo é  compartilhar o conhecimento que se tem sobre elas, mostrando a importância desses animais para a manutenção do ecossistema. 

Além de assistir à palestra, o turista poderá contemplar diversos terrários para cobras e tirar fotos com uma jiboia no pescoço. Tudo isso com muita segurança, é claro. 

  • duração: 2 horas;
  • distância do centro de Bonito: 1 km;
  • nível de dificuldade: fácil.

Circuitos de cachoeiras e trilhas

Com tantos rios na região de Bonito, não é de se admirar que o local seja repleto de cachoeiras, corredeiras e saltos. E se por um lado, é preciso enfrentar trilhas para chegar a esses locais, por outro, o esforço é mais do que recompensado pelas águas cristalinas e piscinas naturais.

Sem dúvida alguma, há muita beleza em Bonito, mas nada melhor do que ver de perto para entender!

Boca da Onça

O circuito Boca da Onça é um passeio composto por uma trilha de aproximadamente quatro quilômetros. Nela, o turista passa por 9 incríveis cachoeiras, sendo que em três ou quatro delas há a oportunidade de se banhar nas águas cristalinas. 

Uma das paradas é na Boca da Onça, considerada a maior cachoeira do Mato Grosso do Sul — com 156 metros de altura. Há quem considere o topo da cachoeira a melhor parte do passeio. Para subir até lá, o visitante deve enfrentar uma escadaria com 800 degraus ou se aventurar de rapel com vista para o cânion do rio Salobra.

  • duração: integral
  • distância de Bonito: 55 km;
  • nível de dificuldade: moderado.

Estância Mimosa

Estância Mimosa é uma fazenda onde o visitante caminha por uma trilha — de aproximadamente três horas e meia  — com paradas para banho em sete lindas cachoeiras.

Além delas, é possível aproveitar o passeio observando os animais (existem mais de 130 espécies catalogadas), explorando grutas, atravessando passarelas suspensas na mata, ou desfrutando de um almoço típico na fazenda. 

Para quem gosta de aventura, há a possibilidade de saltar dentro de um poço natural de uma plataforma de seis metros de altura!

  • duração: 3 horas30;
  • distância de Bonito: 25 km;
  • nível de dificuldade: moderado.

Parque das Cachoeiras

O passeio pelo Parque das Cachoeiras começa com uma trilha ecológica, de aproximadamente 1.800 metros, dentro da mata ciliar do Rio Mimoso. Durante o trajeto, existem sete paradas para banho em cachoeiras e piscinas naturais do local. 

Destaque para a Cachoeira da Carretilha, de onde é possível saltar no rio durante a descida em uma tirolesa, e também para os macaquinhos que costumam aparecer no caminho. 

  • duração: 3 horas;
  • distância de Bonito: 15 km;
  • nível de dificuldade: moderado.

Grutas 

Todos sabem que os passeios mais famosos de Bonito são aqueles que incluem as águas cristalinas da região. No entanto, também há opções de “passeios secos”. Nesse caso, as grutas são ótimas atrações para quem deseja admirar as formações geológicas esculpidas com o tempo!

Vale ressaltar que a Gruta do Lago Azul é a única que possui água em seu interior. Todas elas, porém, contam com paisagens dignas de grandes produções cinematográficas! Confira as opções que listamos para você:

Gruta de São Miguel

Considerado um passeio de contemplação, a Gruta de São Miguel é uma impressionante caverna com formações geológicas variadas, que contam com ninhos de calcários e corais. Para chegar até lá, é necessário percorrer uma trilha, que inclui uma caminhada por copa de árvores em uma ponte de 200 metros. Imperdível!

  • duração: 1 hora e 30 minutos;
  • distância de Bonito: 18 km;
  • nível de dificuldade: fácil.

Gruta do Lago Azul

Cartão postal de Bonito, a Gruta do Lago Azul é um incrível passeio contemplativo que não pode ficar de fora de sua lista! Descoberta por um índio em 1924, a caverna — considerada uma das maiores cavidades inundadas do mundo — possui variadas formações geológicas, diversos espeleotemas, e o principal atrativo: um lago com águas intensamente azuladas. É um lugar exuberante e encantador!

  • duração: 1 hora e 30 minutos;
  • distância de Bonito: 21 km;
  • nível de dificuldade: moderado.

Outros passeios 

Com a infinidade de passeios que existem em Bonito, é difícil citar todos. Mas vale lembrar que existem muitas opções para quem gosta tanto de aventura (bóia cross, arvorismo, cavalgada e o duck são algumas alternativas), quanto de tranquilidade (Balneário Municipal, Balneário do Sol e Praia da Figueira são ótimas pedidas). 

 

Quando viajar para Bonito 

Atraídos pela beleza de Bonito, turistas do Brasil e do mundo procuram o lugar o ano todo. Ou seja, a época ideal para visitar a região vai depender do que você espera do local. Por exemplo, quem gosta de cachoeiras pode optar pelos meses entre dezembro a março, já que as chuvas que ocorrem nesse período tornam as quedas d’água mais bonitas.

No entanto, este mesmo período não é muito indicado para quem busca por flutuação — a água pode estar um pouco turva devido às chuvas. A Lagoa Misteriosa, fica fechada durante os meses citados acima, devido a proliferação de algas.

A seguir, veja algumas particularidades de Bonito de acordo com os meses do ano e escolha a época ideal para você.

Maio a setembro

O período que vai do final do outono ao início da primavera costuma ser o menos chuvoso da região. Como consequência, a visibilidade das águas atinge o seu auge, sendo a época ideal para observar os peixes. No entanto, a temperatura do local também cai (mínima de 15ºC).

Dezembro a março

O verão é a época em que mais chove em Bonito e o calor pode chegar na casa dos 35ºC. A vantagem é que nesse período as cachoeiras estão mais cheias, as quedas d’água mais bonitas, a mata mais verdinha e há uma maior presença de animais silvestres.

Porém, é preciso ter em mente que alguns passeios podem ser cancelados devido às chuvas. Além disso, há menos peixes nos rios por conta da piracema. 

Vale lembrar ainda que, assim como qualquer outro destino turístico, os períodos de férias escolares e feriados costumam ser os mais concorridos. Por isso, é necessário desembolsar um pouco a mais, além de reservar hotéis e passeios com antecedência mínima de 3 meses.

Quanto tempo ficar em Bonito 

O que não falta na região de Bonito são opções de passeios incríveis! Por isso, o ideal é separar pelo menos cinco dias para ficar no local. Desse modo, é possível fazer uma modalidade de passeio por dia (contemplação, flutuação em nascentes e rios, aventura, cachoeiras e balneários). 

Algumas atrações são próximas, como a Gruta do Lago Azul e a São Miguel, além do Rio da Prata e o Buraco das Araras. Assim, é fácil conciliar um com o outro no mesmo dia. Em todo o caso, converse com a sua agência de viagens e os profissionais te darão as melhores opções de acordo com seus gostos e disponibilidades. 

Como chegar 

A 300 quilômetros de Campo Grande, Bonito tem seu próprio aeroporto. No entanto, há somente dois voos por semana (quarta e domingo), feitos pela Companhia Aérea  Azul e os preços costumam ser mais caros.

Por isso, para quem mora fora do estado, a melhor alternativa costuma ser chegar ao destino pelo aeroporto de Campo Grande MS. De lá, há opções de vans, ônibus e aluguel de carro para chegar em Bonito MS.

Avião

Saindo de Campinas, a Azul oferece voos regulares (quarta e domingo) até o Aeroporto de Bonito. Para quem mora em São Paulo, o preço pode compensar. 

O aeroporto está localizado à 15 quilômetros do centro e é possível chegar até o seu hotel de táxi ou por meio de vans. É bom lembrar que algumas agências buscam os turistas no aeroporto de Bonito gratuitamente. Por isso, vale a pena se informar antes. 

Já para quem optar chegar em Campo Grande, há as opções de alugar um carro ou ir de ônibus ou vans compartilhadas. Confira mais detalhes: 

Carro

Alugar um carro em Campo Grande é uma das opções mais recomendadas. Afinal, os passeios em Bonito costumam ser longes um do outro — até mesmo em outras cidades. Além disso, as agências de turismo não incluem transporte até as atrações. Assim, é necessário pagar um pouco a mais, caso opte por conduções compartilhadas com mais turistas.

Alugar um carro, portanto, pode ser muito útil para economizar e ir aos passeios com autonomia. De Campo Grande a Bonito, é possível chegar por meio da BR-060/419 ou da BR-262/419. 

Ônibus 

viação Cruzeiro do Sul oferece o trajeto Campo Grande – Bonito em diversos horários do dia. A desvantagem fica por conta do tempo de viagem, que pode chegar a cinco horas. 

Vans 

Várias empresas disponibilizam vans que saem do aeroporto de Campo Grande e levam os turistas até Bonito diariamente. São diversos horários pela manhã, tarde e noite, sendo uma boa opção para quem não deseja alugar um carro na cidade. 

Atenção! Vale lembrar que não existe transporte coletivo em Bonito.

Onde se hospedar

Apesar de pequena, Bonito é uma cidade extremamente organizada e preparada para receber os turistas. São cerca de 4.600 leitos divididos entre hotéis, pousadas e hostels. Se estiver sem carro, uma boa opção é ficar no centro, próximo à Avenida Pilad Rebuá, a rua principal da cidade.

É importante ressaltar ainda que durante o revéillon,carnaval, feriados, final de dezembro e nos meses de janeiro, fevereiro e julho, a cidade costuma ficar bastante cheia — e os preços mais altos. Por isso, planeje a sua viagem com bastante antecedência. 

Onde comer

Também engana-se quem pensa que Bonito se restringe às belezas naturais. A culinária típica da região é muito rica em variedade de peixes da região e a carne de jacaré, é um show à parte. Depois de dias intensos de caminhadas, mergulhos e aventuras, a melhor pedida é curtir a noite saboreando os pratos dos melhores restaurantes da cidade. Confira alguns deles:

Juanita Restaurante 

Em um ambiente rústico, simples e familiar, o Juanita Restaurantes é uma casa que merece destaque em Bonito. O carro-chefe do local é o Pacu na Brasa, servido sem espinhos e com acompanhamentos generosos!

Tapera Restaurante 

Considerado o restaurante mais tradicional de Bonito, o Tapera conta com pratos saborosos e muito bem servidos, além de um ambiente bonito e agradável. Destaque para os doces, que estão inclusos e podem ser servidos à vontade.

Casa do João

Famoso por sua deliciosa traíra, o restaurante Casa do João é um dos maiores  de Bonito. O lugar é rústico, tem cardápio variado, cervejas artesanais e conta com uma loja para adquirir lembrancinhas.

Informações úteis sobre Bonito 

Como vocês viram, viajar para Bonito é ter a certeza de viver uma experiência única. O lugar reúne natureza, aventura, boa culinária e muita, mas muita paisagem exuberante. Tudo isso somado a um clima hospitaleiro, amigável e típico do interior. 

Se ficou animado e quer fechar a sua viagem agora mesmo, não deixe de procurar uma agência de turismo local com boa reputação. Sem ela, fica difícil aproveitar todas as belezas que a região tem para oferecer. 

E antes de arrumar as malas, veja algumas dicas importantes que separamos para você:

  • não se esqueça do protetor solar, tênis, toalha e repelente;
  • invista em câmeras subaquáticas ou em protetores à prova d’água para celulares;
  • sempre que possível, prefira a baixa temporada para encontrar preços mais acessíveis;
  • considere fazer um passeio no Pantanal;
  • reserve os passeios com o máximo de antecedência possível.

Esperamos que tenhamos conseguido despertar em  você o desejo de viajar para Bonito!

Se ficou animado com a viagem, compartilhe este artigo em suas redes sociais e aproveite para convidar os seus amigos e familiares para a aventura! 

 

 

 

Comments (8)

  1. Oii adorei o blog estou seguindo vocês em todas as redes sociais, gostaria de um roteiro para o mês de outubro de 5 a 7 dias

    Desde de já agradeço

    1. Oi, Samira. Que legal! Adoramos saber disso! 😀
      Os roteiros e valores dependem dos passeios que você deseja fazer, da quantidade de pessoas e hospedagem. A nossa dica é a seguinte, entre em nosso site através desse link aqui: https://goo.gl/Y1pMnX Lá é possível ver todos os passeios e escolher quais você quer incluir em seu roteiro. Depois é possível selecionar a pousada e o transporte local. No site você consegue fazer o orçamento, reservas e compras. Qualquer dúvida, estamos à disposição!

  2. Pretendo ir pela 1 vez em Bonito este ano, mas não tenho muita noção de quantos dias no mínimo, são necessários para conhecer a região. Outra pergunta, eu minha esposa não sabemos nadar, mas mesmo assim, da para fazer os passeios de mergulhos e flutuação?

    1. Olá Anderson, tudo bem? Muito obrigada pelo seu contato. Como Bonito tem mais de 40 atrações, recomendamos uma semana no mínimo para fazer em torno de 10 passeios. São 5 dias úteis para você organizar seu roteiro e os outros 2 dias de viagem. Sobre a flutuação, vocês poderão fazer sem problemas. Antes da atividade é feito um treinamento. Fique tranquilo. Convido você a entrar em nosso site e simular seu roteiro. Se precisar, nossa equipe de consultores podem te ajudar. Vamos te esperar aqui! Um abraço e até breve!

  3. Já tive o prazer de conhecer esse lugar maravilhoso onde a gente vê como Deus fez tudo maravilhoso. Pretendo voltar em breve para fazer outros passeios em conhecer um pouco mais desse lugar maravilhoso.

    1. Olá Fábio! Obrigada pelo seu comentário. Com certeza Bonito merece uma segunda viagem, não é? São muitas atrações e muitas belezas naturais. É divino mesmo! Assim que escolher sua data, podemos te ajudar a organizar um novo roteiro. Conte com nossa equipe. Um grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *