fbpx

Roteiro de 5 dias em Bonito/MS

Powered by Rock Convert

Se você quer visitar um dos lugares mais encantadores do Brasil, conheça Bonito/MS. Um destino paradisíaco e muito preparado para receber visitantes de todos os lugares.

Para te ajudar a planejar essa viagem inesquecível, preparamos um roteiro de 5 dias em Bonito/MS. Saiba o que fazer, onde comer e como se preparar! Confira abaixo todas as dicas e sugestões que selecionamos. 

O clima em Bonito

A melhor época para conhecer o paraíso do ecoturismo vai depender exclusivamente de você. As duas estações predominantes na cidade são: de seca ou úmida. No entanto, o clima dominante é o tropical, que mantém a temperatura sempre agradável. 

O período de seca vai de maio a setembro, durante o inverno. Nesse intervalo, as águas ficam mais cristalinas e são ótimas para mergulho e flutuação. Já o tempo úmido, vai de dezembro a março. O clima é chuvoso, mas muito quente. É ideal para conhecer as cachoeiras, que ficam com quedas d’água mais belas e cheias.

van-ao-por-do-sol

O clima é sempre um ponto importante na hora de fazer as malas. Para o período de seca, separe calça e casaco, serão úteis à noite. Já durante o clima úmido, roupas leves e frescas são ideais. Mas para acertar o que levar, vale a pena conferir a previsão do tempo em Bonito alguns dias antes de ir.

Agora que você já tem ideia de como pode ser o clima, vamos para o que realmente importa, o seu roteiro!

Dia 1 – Ambientação

O primeiro dia em uma cidade nova é de descobertas e novidades. Se você tem cinco dias para aproveitar, esse pode ser o mais tranquilo. Principalmente se a viagem foi longa e cansativa. 

Primeiramente, encontre a sua hospedagem, faça o check-in, deixe seus pertences e se organize. Vá conhecer a cidade e tudo que tem em volta, como os restaurantes, mercados e até o centro. Se você se hospedar na Pousada Gira Sol, pode passar parte da tarde curtindo a piscina e as áreas de lazer.

No fim do dia, se sobrar um tempinho, visite o Aquário de Bonito e encontre mais de 60 espécies de peixes. Ou, a partir das 19h, conheça o Projeto Jiboia, para saber tudo sobre as serpentes e até tirar fotos com elas. Ambos estão localizados no centro. 

criança-segurando-cobra

Para finalizar, antes de ter uma boa noite de sono, capriche no jantar. Recomendamos a culinária local do restaurante Juanita, lá você encontra pratos típicos da região, que  podem servir até três pessoas e com um ótimo custo-benefício. 

Dia 2 – Nascente Azul

Como você já sabe, a cidade é a principal referência de ecoturismo no Brasil e isso é evidenciado em cada passeio disponível. No segundo dia da viagem, você pode aproveitar para conhecê-los e para descobrir o que fazer em Bonito.

Nossa sugestão é curtir o dia na sede da Nascente Azul, localizada a 30 km do centro da cidade. Por lá, há muitas atividades, como trilhas, mergulho, tirolesa, playground e restaurante.

Mas que tal boiar sobre águas maravilhosamente cristalinas, com peixes coloridos e com uma farta vegetação subaquática? Se você achou uma boa ideia, precisa conhecer a flutuação na Nascente Azul. Uma atividade feita por cima da água, com o corpo boiando e auxiliada por um colete.

nascente-azul

Para participar, nem precisa saber nadar. No passeio estão inclusos: o colete salva vidas, o snorkel com máscara, o sapato de flutuação e a roupa de neoprene. Leve apenas sua toalha, chinelo, roupa de banho e a câmera para registrar os momentos.

Além da flutuação em Bonito, você pode curtir as atividades do Balneário Nascente Azul, um ótimo lugar para descansar e também para se aventurar durante a tarde. Tem uma cascata que proporciona uma hidromassagem relaxante e o passeio Adventure, com a maior tirolesa do estado e um pêndulo humano.

O jantar pode ser no restaurante Aipim Cozinha de Raízes. Nele, há um cardápio variado, com opções naturais e frescas, quase livres de produtos industrializados. Os pratos são artesanais e contém os principais ingredientes locais.

Dia 3 – Trilhas e cachoeiras

O passeio que não pode faltar na sua programação está localizado a 70 km do centro de Bonito. Vale a pena o deslocamento para conhecer as Cachoeiras Serra da Bodoquena.

Prepare-se para encontrar lindas paisagens em meio à natureza! O passeio começa com uma trilha leve de 2,5 km e conta com até oito paradas para banho em cachoeiras e piscinas naturais. Ainda é possível navegar de bote pelo Rio Betione.

cachoeiras-serra-bodoquena

A trilha é tranquila e conta sempre com a companhia de um guia, para segurança dos visitantes. No local, também tem quiosque, cadeiras para descanso, tirolesa e uma quadra de vôlei de areia. Só não esqueça de levar roupas leves, tênis, roupa de banho, toalha, repelente e protetor solar. Tudo pode ser guardado no guarda-volumes.

Voltando ao centro da cidade, no fim da tarde, você pode fazer o passeio de quadriciclo pela Trilha Boiadeira. São 8 km de percurso, que dura cerca de 1h, pela antiga estrada boiadeira. A idade mínima para pilotar é 16 anos e crianças com 6 anos ou mais podem ir como acompanhantes. A aventura é garantida!

Nossa dica gastronômica para o jantar do terceiro dia é uma traíra assada, preparada no restaurante Casa do João. Além do peixe, o espaço tem pratos com guavira, uma fruta típica da região.  

Dia 4 – Grutas

Passear pelas grutas de Bonito com certeza deve estar no seu roteiro de viagem. São as paisagens naturais mais belas e talvez as mais famosas do destino. A dica é aproveitar o dia para conhecer pelo menos duas. Vista seu tênis, pegue o repelente e o protetor solar, coloque tudo na mochila e corra para a aventura!

Você vai querer conhecer a Gruta do Lago Azul! Uma caverna com pelo menos 10 milhões de anos e que está entre as maiores cavidades inundadas do planeta. É um dos melhores passeios em Bonito. São 1h30 conhecendo a história do patrimônio e observando águas azuis encantadoras.

gruta-do-lago-azul

No mesmo dia, é possível visitar a Gruta de São Miguel, em uma trilha suspensa e interativa, onde você utiliza os quatro sentidos. Antes de chegar na parte interior da caverna, os visitantes passam por dois mirantes que oferecem uma vista fascinante.

No penúltimo dia, está liberado comer pizza, não é mesmo? A Pizzaria Zapi Zen tem opções com massas finas em um cardápio variado, incluindo sabores veganos. Além do prato principal, o local também oferece cremes e sopas, wraps, vinhos, cervejas artesanais e saborosos sucos naturais.

Dia 5 – O retorno

Depois de tantos passeios em Bonito, chegou o último dia. A tristeza de ir embora do paraíso já começa a bater e o melhor a fazer é reservar o dia para organizar a volta para casa. 

Tome um café da manhã gostoso, curta os últimos momentos na piscina do hotel ou pousada (se tiver) e arrume suas malas para partir. 

Realize o check-out e utilize o tempo do caminho de volta para ver todas as fotos e relembrar cada detalhe do seu roteiro de 5 dias em Bonito.

Programe-se melhor ainda com a Bonitour!

Agora que você já tem um ótimo roteiro de 5 dias em Bonito/MS, só falta clicar no link aqui em baixo 👇 e garantir sua viagem para o melhor destino de ecoturismo do Brasil! 


Comenta aqui qual desses lugares você gostaria de visitar em uma viagem para Bonito/MS!

Comments (2)

  1. Olá pessoal!! Gostaria de saber em que lugar é essa foto em uma gruta com a ponte? A primeira foto da divulgação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

:)