o que comer na serra gaucha (2)

Dicas: o que comer na Serra Gaúcha?

A Serra Gaúcha é um destino para aquela viagem romântica a dois, para aproveitar com a família toda nos parques temáticos e passeios naturais, seja no verão, seja no inverno. Mais do que curtir a paisagem exuberante e típica, a região é um dos destaques para os amantes da boa gastronomia.

E não se engane: nem só de chocolate nas noites de frio intenso vive a Serra Gaúcha. As cidades oferecem uma rede de cafés coloniais, restaurantes, bares e, inclusive, noites típicas que mostram a diversidade cultural e a sofisticação da região mais européia do Brasil.

Quer saber mais sobre o que comer na Serra Gaúcha?

A gente separou diversas dicas para você. Mas, antes, aqui vai um ponto importante de atenção: o planejamento de tudo isso.

Se estamos falando em gastronomia sofisticada, aposto que você já pensa no impacto disso para o seu orçamento na viagem. Calma!

Sofisticação não precisa ser sinônimo de despesas altíssimas. E se você está buscando desfrutar dos melhores cardápios na Serra, a primeira dica é planejar com antecedência. Algumas épocas do ano, especialmente aquelas datas especiais como Natal, Páscoa, por exemplo, são um chamariz aos viajantes.

Se você quer ir nessas datas, ou em uma época fora da alta temporada, lembre-se que o fluxo de pessoas é muito alto e que o quanto antes você organizar a viagem, melhor.

Reservar passagem, hospedagem, e as principais atrações são ações fundamentais. Assim você pode aproveitar, sem nenhum estresse, a natureza desenhada por morros, colinas, vales e rios e, claro, aquela comida deliciosa dos melhores restaurantes.

E aí? O que comer na Serra Gaúcha?

Falar da gastronomia da Serra Gaúcha por si só já daria muito pano pra manga. Realmente, são diversos os restaurantes típicos que mostram ao público brasileiro um pouco da cultura e culinária europeia, especialmente italiana e alemã.

Casa Fracalossi: a experiência italiana

Se você quiser ter uma experiência incrível de refeição no início da tarde, a dica optar por um almoço colonial de respeito. E o melhor lugar é a Casa Fracalossi. Localizada em Gramado – RS, a casa transporta o visitante à Itália e ao início da colonização dos imigrantes italianos no Brasil.

Para os adeptos da boa cucina italiana, não tem passeio e refeição melhor na Serra Gaúcha. As massas de diversos formatos e cozimentos tomam a mesa do restaurante que está no centro do roteiro dos Caminhos de Pedra.

o que comer na serra gaucha (2)

Além da estrutura física típica italiana, sobram todos os tipos de sabores no cardápio: sopa de capeletti, macarrão com queijo e nozes, tortei de moranga ao molho, picanha, filé mignon, bisteca suína grelhada, saladas verdes, a tradicional polenta brustolada, tábua de frios e queijos, e diversas opções de molhos.

Sabe o que é melhor? Essa experiência custa cerca de R$ 65,00 por pessoa. Só não esqueça de agendar com antecedência porque o lugar só tem a capacidade para 70 pessoas.

Viu, planejamento sempre é necessário.

E no café colonial italiano

A Casa Fracalossi também oferece o tradicional Café Colonial com um cardápio saboroso e diferenciado. Como uma tradição que passa de geração a geração, o café conta com diversos tipos de pão coloniais, biscoitos, bolos, tábua de frios (queijo, salame e copa), manteiga e nata caseira.

Ah, ainda tem opção de frango frito, fortaia (ovos e queijo), grostoli, polenta frita, torta tirolesa, café, leite, chá, suco de uva e suco de laranja. Uma experiência realmente única.

Para quem vai viajar a Gramado e conhecer os Caminhos de Pedra, uma parada estratégica para almoço ou café colonial precisa estar na sua lista.

Se você quiser comer e beber à vontade no meio da tarde, o custo por pessoa do café colonial na Casa Fracolossi é de R$ 60.

o que comer na serra gaucha (2)

Não falei que a sofisticação não significa ter que desembolsar muito dinheiro? Quando você vai ter a chance de saborear receitas italianas em um ambiente agradável e com arquitetura típica do país do mediterrâneo europeu? Talvez só na Itália mesmo.

Garfo e Bombacha: jantar típico gaúcho

O Rio Grande do Sul por si só já é um destino cultural rico. A gastronomia não foge dessa regra. Se você vai para a Serra Gaúcha, precisa provar um dos pratos mais queridos e típicos de lá: o churrasco. Que tal comer aquele churrasco verdadeiramente gaudério, em um ambiente repleto de tradição?

A churrascaria Garfo e Bombacha em Canela – RS  oferece a boa carne acompanhada de um show com muita dança, música e trajes típicos da cultura gaúcha. A churrascaria vira um verdadeiro CTG, Centro de Tradição Gaúcha.

o que comer na serra gaucha (2)

Além da história, o restaurante oferece buffet self service de frios, saladas e pratos salgados, churrasco com vários cortes de carnes nobres, e o protagonista da noite: o costelão assado por oito horas. Sim, oito horas! Nas sobremesas, aqueles pratos alemães e italianos deliciosos.

Se o churrasco é a comida mais esperada, a atração principal é o show que acontece no palco central. O Garfo e Bombacha disponibiliza apresentação folclórica com a chula, o chote, o vaneirão, a dança do pau de fita e outras clássicas ao custo de R$ 195,00 por pessoa.

Le Chalet de La Foundue: não esquecemos do foundue!

Ir até a Serra e não provar um foundue é quase uma afronta. Se estiver frio ainda, é uma obrigação experimentar um prato que virou característico na região. E a dica para se deliciar com um bom foundue é Le Chalet de La Foundue.

Fundado em 1982 por uma família italiana, o restaurante de Gramado – RS é uma das primeiras casas especializadas em fondue no Brasil. Com estilo europeu, o chalé virou cartão postal da Serra Gaúcha e tem certificado de excelência pelo Tripadvisor.

Similar aos chalés tradicionais dos alpes suíços, o Le Chalet de La Foundue também oferece pratos à base de peixes, camarões, aves e carnes nobres e uma carta de vinhos para ninguém botar defeito. Ainda mais em uma região repleta de vinhedos de altíssima qualidade.

A sequência de foundue varia entre R$ 79,00 a R$ 158,00 por pessoa, dependendo do dia da semana escolhido para aproveitar o passeio gastronômico.

o que comer na serra gaucha (2)

Mais do que aproveitar a comida em si, o que a Serra Gaúcha oferece é uma experiência tipicamente sofisticada, acessível e repleta de cultura e tradição – não só gauchesca como um todo, mas europeia.

Ficou com vontade de correr e aproveitar o que a Serra Gaúcha tem de melhor? A gente te ajuda e facilita tudo isso pra você!

o que comer na serra gaucha (2)

Ah, e tem alguma outra dica gastronômica para acrescentar? Comenta aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *